fbpx

Coronavírus: recomendações da OMS e Itamaraty para viajantes


Em decorrência da pandemia do coronavírus, os governos tem cancelado voos nacionais e internacionais, bem como recomendado fortemente a população que não viaje. Este é o momento de quarentena e de ficar em casa.

Neste post nós reunimos as recomendações básicas para viajantes disponibilizadas pela Organização Nacional de Saúde – OMS e Ministério das Relações Exteriores – Itamaraty quanto as medidas de higiene e saúde e de proteção e infecção do coronavírus.

Para os viajantes que estejam planejando ir ao exterior:

Primeiramente a regra mais importante para viajar ao exterior durante a pandemia do coronavírus é evitar viagens a países com transmissão ativa local, a não ser que seja extremamente necessário. Entretanto, praticamente todos os voos saindo do Brasil estão cancelados, motivo pelo qual não será possível fazer a viagem, ainda que você entenda como necessária.

+ clique aqui para ler as regras de reembolso e cancelamento de passagens aéreas em decorrência do coronavírus.

Clicando aqui você encontra, no site da OMS, um mapa atualizado com os casos de coronavírus em cada país, podendo verificar a intensidade da pandemia no destino para o qual você pretende ir. Enquanto neste link você encontra a lista de países monitorados pelo Ministério da Saúde.

Em segundo lugar, caso você decida viajar, o Itamaraty aconselha a verificar junto ao posto consular brasileiro (Representação consular ou Embaixada com serviços consulares) ou sites oficiais do país de destino quais as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde locais.

Por fim, recomenda-se adotar medidas de precaução padrão ao chegar ao exterior, que serão faladas nos tópicos abaixo.

Para os viajantes que já se encontram no exterior:

Além de adotar as medidas de saúde e higiene bem como de prevenção e controle da infecção pelo coronavírus adotadas pelo país em que se encontra, deve-se seguir as seguintes recomendações:

  • Evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas de problemas respiratórios;
  • Evitar a visitação em locais com registros de transmissão de casos suspeitos ou confirmados para a infecção humana pelo novo coronavírus (COVID-19).
  • Informar, em caso de necessidade, ao atendimento no serviço de saúde detalhadamente o histórico de viagem e sintomas;
  • Ficar em casa quando estiver doente;
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, especialmente antes de ingerir alimentos, após utilizar transportes públicos, visitar locais com grande fluxo de pessoas como mercados, shoppings, cinemas, teatros, aeroportos e rodoviárias.E, se não tiver acesso a água e sabão, use álcool em gel a 70%.
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos e outros utensílios;
  • Evitar tocar mucosas dos olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam higienizadas;
  • Proteger a boca e o nariz com um lenço de papel (descarte logo após o uso) ou com o braço (e não as mãos) ao tossir ou espirrar;
  • Recordar que notas de papel moeda e aparelhos celulares podem ser fontes de contaminação e por isso recomenda-se o cuidado de reforçar a higienização das mãos.

Fonte: Ministério das Relações Exteriores

Para os viajantes que estão retornando ao Brasil:

Além das medidas citadas no tópico anterior para evitar o contágio pelo coronavírus, é necessário seguir as seguintes recomendações:

  • Se você esteve em área com transmissão local nos últimos 14 dias e apresentar febre, tosse e dificuldade em respirar, procure atendimento médico imediatamente e informe detalhadamente o histórico da sua viagem sobre os locais visitados anteriormente;
  • Evitar o contato com outras pessoas se apresentar sinais ou sintomas respiratórios;
  • Procurar ficar em casa enquanto estiver doente após o retorno ao Brasil.

Coronavírus: Recomendações da OMS

Primeiramente, a OMS reforça fortemente a necessidade de se ficar em casa neste momento de forte transmissão do coronavírus. Isto porque estudos comprovam que o isolamento social ajuda a impedir a propagação do vírus.

Em segundo lugar, recomenda-se que viajantes cancelem ou ao menos adiem suas viagens. Principalmente se você já estiver doente ou se enquadrar no grupo de risco (ter mais de 60 anos, ter problemas respiratórios ou alguma doença preexistente).

Ademais, a OMS também dispõe sobre as medidas básicas de saúde e higiene para o combate do coronavírus. Por exemplo, lavar as mãos e ficar a 1 metro de distância de pessoas que demonstrem sintomas do coronavírus.

Quanto ao uso de máscaras, a OMS afirma que não há necessidade de usá-la se o viajante não estiver apresentando nenhum sintoma. Caso seja necessário usá-la, deve-se seguir as instruções de uso, recomendação e descarte dadas pelas autoridades locais.

Por fim, como em qualquer viagem, a OMS aconselha que os viajantes sigam os padrões normais de higiene alimentar, principalmente evitando a transmissão do coronavírus advindos de animais para humanos, como por exemplos nos mercados vivos.

Fonte: Organização Mundial de Saúde

Por fim, esclarecemos que o vídeo publicado no Youtube pela Organização Nacional de Saúde em 12 de fevereiro, com instruções para sua viagem, já se encontra desatualizado. Isto porque o órgão já confirmou que não é seguro sair do país neste momento da pandemia do coronavírus.

Coronavírus: Recomendações do Ministério do Turismo

Clicando aqui você encontra um manual disponibilizado pelo Ministério do Turismo com algumas informações e recomendações relacionadas ao coronavírus. O Manual destaca a campanha “Não cancele, remarque” a sua viagem, a fim de se evitar um impacto negativo muito grande na economia.