fbpx

Baladas em Las Vegas: como foi nossa experiência (perrengues e acertos)


Las Vegas é conhecida como uma das cidades mais divertidas do mundo por suas atrações, baladas e shows. Você encontra baladas em Las Vegas para todos os gostos de música.

Foto de Capa: HipHopMagz

Clicando aqui você encontra nosso post completinho com tudo o que tem pra fazer a noite em Vegas.

Quando estivemos por lá, nós pretendíamos aproveitar o máximo da noite na cidade. Mas o nosso roteiro apertado durante o dia nos deixava exaustos antes do sol se por. Por isso, acabamos conhecendo apenas duas baladas em Las Vegas.

Assim, vou relatar toda a nossa experiência pra vocês, principalmente sobre coisas que deveríamos ter feito diferente.

Balada “Light” em Las Vegas, Mandalay Bay Resort

A balada Light está localizada dentro do Mandalay Bay Resort em Las Vegas e sua fama se dá pois costuma misturar em seu cenário elementos teatrais, como acrobatas e dançarinos nas mesas. 

Muitos dos artistas do Cirque du Soleil se apresentam lá regularmente, o que nos deixou super animados. Entretanto, foi aqui que cometemos nosso primeiro erro!

Na ansiedade de ver artistas de circo enquanto curtíamos a noite, não pensamos duas vezes em incluir esta balada no nosso roteiro. Porém, esquecemos de olhar se naquele dia do nosso roteiro, a balada teria as apresentações circenses.

E adivinha… entramos na balada, pedimos nossos drinks e nada de circo. Acho que demoramos uma hora para aceitar que erramos na data, deixar isso pra lá e começar a nos divertir rs.

O segundo erro foi que esquecemos de olhar que tipo de música toca nesta balada, que é hip hop, que não faz muito nosso estilo.

Mas nós gostamos da balada?

Apesar de não ter nada de Cirque du Soleil e de tocar um estilo de música que a gente não gosta, a resposta é: AMAMOS!

Isto porque, a balada estava cheia, mas tinha espaço de sobra para dançarmos e pularmos, já que as grandes atrações circenses não estavam presentes.

Pelo estilo mais hip hop da balada, dava pra ver que o pessoal estava lá mesmo para dançar. E tinham umas meninas que arrasavam na dança, o que era divertido de assistir.

Assim, nós caímos noite a dentro, ficamos bêbados, fizemos amizade com muita gente que não lembro nem quem é e estão nas minhas fotos. E o melhor de tudo: demos muita risada! Seguem alguns registros daquela noite, sem filtro e com péssima qualidade:

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

A verdade é que, apesar dessa balada em Las Vegas não ter sido nada do que esperávamos, foi uma das noites mais marcantes da nossa viagem em Vegas.

Balada “Hakkasan” em Las Vegas, MGM Resort

A balada Hakkasan está localizada no MGM Resort é uma das mais luxuosas de Vegas. Com nada mais nada menos do que 5 andares, a balada recebe grandes nomes da música eletrônica para tocar por lá, como por exemplo, Tiesto, Calvin Harris, Zedd e Steve Aoki.

Nós escolhemos essa balada logo de cara pois gostaríamos de ver o DJ Zedd tocar e ele estaria por lá durante nossa viagem.

Nosso perrengue aconteceu antes mesmo de entrar na balada e quase nos fez desistir de entrar. Nós havíamos colocado nosso nome na lista tanto feminina, quanto masculina, para não precisar pagar a entrada. Homens entravam gratuitamente até às 23h30 e mulheres até às 00h00.

Saímos do nosso hotel lá pelas 22h00. Pegamos um super trânsito por causa de um show country que estava acontecendo na cidade e demoramos quase uma hora para chegar no MGM. Ao chegar no resort gigantesco, tivemos que correr para encontrar a balada.

Quando finalmente encontramos, a nossa surpresa: tinha tanta gente na porta que parecia mais uma 25 de março. Com filas bagunçadas e sem ninguém para pedir informação, demoramos uma eternidade para entender como entrar na balada. Porém, quando isso ocorreu já havia passado das 23h30 e o Caio precisaria pagar a entrada (que era uma pequena fortuna… cerca de 75 dólares).

Ademais, toda essa correria foi tão cansativa, que eu já estava na fila sem sapato, pois já estava cansada e cheia de bolhas nos pés (isso é história pra outro dia rs).

Mas entramos!

Mas nós gostamos da balada?

Após todo o nosso perrengue para entrar, começamos a explorar os andares da balada. Quer dizer, nós tentamos explorar mas não conseguimos. Devia ter tipo meio milhão de pessoas por metro quadrado e era impossível até mesmo andar lá dentro ou chegar no bar para pedir um drink. Na verdade não encontrei o bar até agora rs

O andar onde o Zedd iria se apresentar estava lotadíssimo e ficamos no empurra empurra para conseguir um lugar legal em que pudêssemos enxergar alguma coisa. Eu, por exemplo, se tirasse o salto, ficaria afundada no meio de um mar de gente e não veria nadinha. E quando encontrávamos algum lugar melhor, vinha um segurança dizer que não podíamos ficar lá (sem motivos aparentes).

Quando o show começou todos esses problemas foram esquecidos e fomos compensados com um show espetacular. Não dá pra negar que Hakkasan tem uma super produção pra te deixar sem fôlego e levar sua adrenalina às alturas.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider


Se gostamos da balada? Sim, o show foi incrível e a energia da balada é insana, vale a experiência sem dúvidas. Mas voltaríamos lá? Não, pois sei que Hakkasan está sempre lotada e fica muito difícil se divertir por lá se você não tem objetivo de assistir algum show especifico.

Principais dicas com base em nossos erros e acertos:

Primeiramente, nós super acertamos ao inserir nossos nomes nas listas VIPs das baladas e entrar de forma gratuita. Aqui nós te explicamos tudinho sobre como se inscrever nas listas de todas as baladas em Las Vegas.

Em segundo lugar, nós acertamos nas escolhas das baladas pois tinham estilos extremamente diferentes, o que nos proporcionou experiências maravilhosas, cada uma em sua maneira.

Porém, nosso maior erro foi chegar em cima da hora na balada, o que nos proporcionou um pequeno perrengue e um prejuízo de 75 dólares na Hakkasan. Esse perrengue só não ocorreu na Light, pois acabamos esquecendo de consultar o calendário dos artistas circenses e pegamos a balada sem fila. Então a dica é: sempre saia cedo do hotel!

Por fim, acredito que eu tenha errado no sapato que escolhi para ir em ambas a baladas. Optei pelo salto pois nas baladas de Las Vegas todo mundo costuma se vestir muito bem. Mas isso me rendeu muitas dores nos pés, o que impediu um pouco que eu me divertisse mais. Hoje eu super teria trocado por um tênis ou uma sapatilha confortável.

Confira na íntegra como foi nossa viagem por Las Vegas, onde tem algumas imagens das baladas.