fbpx

O que fazer em Trindade: praias e cachoeiras da vila


Já demos a você todas as dicas gerais para planejar sua viagem para Trindade em outro post que você pode acessar clicando aqui. Agora é hora de mostrar pra vocês tudo o que tem pra ver, bem como pra fazer em Trindade.

Primeiramente, vamos falar da Praia do Meio, que é considerada a praia principal de Trindade. É por lá que você encontrará a maior movimentação de turistas e também de barraquinhas e ambulantes.

Apesar da praia ser maravilhosa, ela fica bem lotada em alta temporada e, infelizmente, o pessoal acaba largando bastante lixo na areia.

O grande charme dessa praia é a rocha gigante que fica bem no meio dela, fazendo que a praia se divida em duas. Você pode subir até o topo da rocha e apreciar a vista de lá, que é super linda e te permite apreciar a transparência da água do mar!

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider


Infraestrutura:

A infraestrutura dessa praia não é das melhores. Isto porque ela contém apenas algumas barraquinhas para consumo bem como ambulantes andando pela areia o dia todo.

Ao nosso ver, a melhor opção aqui foi levar nosso próprio cooler com alguns comes e bebes. Teve apenas um dia em que almoçamos na praia. Havia uma barraquinha onde uma moça estava vendendo o almoço feito na hora por 15 reais. O prato incluía arroz, feijão, espetinho de carne e salada.

Não espere nada glamouroso, o almoço é entregue no potinho de isopor junto com talheres de plásticos. Apesar disto, a comida estava muito gostosa!

Quanto a cadeiras e guarda-sol para alugar, aconselho levar o seu ou pegar na pousada em que você está hospedado. Não vimos nenhum lugar na praia em que você pudesse alugar esses itens.


Acesso a Praia:

O acesso para esta praia é bem simples. Basta caminhar até o final da rua principal de Trindade, virar a esquerda e no final, você encontrará a Praia do Meio.

Praia do Cepilho

A Praia do Cepilho pode ser vista logo da estrada da serra que te leva a Trindade. Esta praia tem uma longa extensão, até a vila de Trindade, onde ela passa a ser nomeada como Praia do Rancho.

Trindade: Praia do Cepilho
Foto: TripAdvisor – enviada pelo viajante juliocatao

Lá para a metade da serra que da acesso a Trindade, a estrada vai beirar a Praia do Cepilho. Este é o ponto em que a praia tem uma faixa de areia enorme e é super vazia. Isto porque, este ponto é muito mais procurado pelos surfistas, tendo em vista o mar agitado, com ótimas ondas.

Neste ponto você encontra o Bar do Cepilho, que tem uma bela vista da praia e preços não tão salgados.

Praia do Rancho

Esta praia está localizada em uma curta caminhada para o lado esquerdo da Praia do Meio. Aqui a faixa de areia é mais curta e cheia de barraquinhas.

Quando estive por lá em alta temporada, não consegui um espacinho sequer para sentar na areia, motivo pelo qual acabei nem olhando muito para esta praia.

Mas percebi que esta praia é a favorita da galera mais jovem, que, inclusive, acampam ali na areia e passam dias curtindo a vibe. Ademais, é uma ótima praia para banho.


Infraestrutura:

Esta praia contém mais quiosques e ambulantes que a Praia do Meio. Ainda assim, aconselho a levar sua cadeira e guarda-sol.

Praia do Cachadaço

Praia do Cachadaço é, na nossa opinião, a que mais vale a pena para aproveitar o dia em Trindade.

Como ela é acessada por trilha, a praia não fica lotada e não tem aquele moooonte de cadeira e guarda-sol espalhados pela areia.

previous arrownext arrow
Slider


Infraestrutura:

Apesar de mais deserta, essa praia oferece algumas opções de restaurantes para você passar o dia.

Por exemplo, nós ficamos no Restaurante Casa Caiçara, que é o mais famosinho por lá. Você paga uma consumação de R$100,00, o que, no primeiro momento, parece caro. Porém, se você for passar o dia por lá bebendo e ainda almoçar, você vai acabar gastando mais que isso.

Caso você opte apenas por curtir a praia sem consumir nada, as árvores oferecem ótimas opções para descansar na sombra.

Acesso à Praia:

O acesso para esta praia se dá por meio de uma trilha ou de barco-táxi. O começo da trilha você encontra no canto direito (para quem está olhando para o mar) da Praia do Meio.

A trilha é considera de nível fácil para médio, porém, para preguiçosos como eu, ela é um pouco cansativa. Ademais, a trilha tem subidas e descidas um poucos íngremes, com pouca infraestrutura. Assim, por causa das chuvas de verão e a sombra das árvores, o chão de terra estava bem liso e escorregadio.

previous arrownext arrow
Slider


A trilha tem uma duração de 20/30 minutos, dependo da velocidade que você anda.

Por fim, o barco-táxi sai da Praia do Meio o dia todo, e custa cerca de R$10,00 por pessoa ida e R$10,00 a volta.

Piscina Natural do Cachadaço

A Piscina Natural nada mais é que um ponto em que a água do mar vaza entre as pedras que formam uma “piscina” perfeita para banho. Este é uma dos maiores atrações de Trindade e, por isso, em alta temporada, fica lotadíssima!

Ademais, a piscina é ótima para fazer snorkel, pois você encontra muuuitos peixinhos coloridos e caranguejos nadando por ali.

previous arrownext arrow
Slider


A piscina natural não é muito funda. Por exemplo, eu meço 1,65 e água batia um pouco acima da minha cintura. Por isso, as crianças adoram brincar por lá!


Infraestrutura:

Não há. Até porque não há espaço nem para você sentar, a não ser em cima das pedras.

Por incrível que pareça, as pessoas levam cadeiras de praia e cooler para passar o dia lá. Elas colocam a cadeira dentro da água mesmo ou em algum cantinho na pedra. Fica aquela farofada, mas o que importa é que todo mundo se diverte rs


Acesso a Piscina:

A Piscina pode ser acessada por trilha ou de barco.

A Piscina fica bem depois da Praia do Cachadaço. Ou seja, você precisa fazer a trilha para esta praia e atravessar a praia até o final. Do outro lado da praia você encontrará a entrada para a outra trilha que da acesso à Piscina Natural.

Particularmente, achei esse trecho de trilha mais chatinho do que o primeiro. A duração é de, mais ou menos, 20 minutos.

previous arrownext arrow
Slider


Por fim, se não quiser caminhar, basta pegar um barco-táxi que sai o dia todo da Praia do Meio, que eles te deixarão bem ali no pier da Piscina Natural. Valor: R$10,00 por pessoa por trecho.


Praia Brava

Se você está procurando um local com a beleza natural pouco explorada, a Praia Brava é o local certo. Porém, ressalto que esta praia não é recomendada para banho, vez que o mar é extremamente agitado neste ponto.


Infraestrutura:

Não há, a praia é completamente deserta. Por isso, aconselhamos levar: água, alimentos, repelente, protetor solar e uma sacola de lixo, já que não tem quem limpe a praia.


Acesso à Praia:

O acesso para a Praia Brava pode ocorrer tanto de barco quanto por trilha.

A entrada da trilha está localizada em um ponto a esquerda da estrada da serra que leva até a vila de Trindade. A entrada não é sinalizada, por isso, você deve ficar atento a uma abertura no lado esquerdo da estrada (de quem está indo em direção à Trindade). Outra dica é que essa entrada está no trecho anterior à chegada da Praia do Cepilho.

A trilha é considerada de média dificuldade, com 30 minutos de duração. A ida é uma descida, o que torna tudo fácil (a não ser que esteja escorregadio por causa da chuva) . Infelizmente, a volta é uma subida um pouco torturante.

Se você estiver de carro, saiba que não há estacionamento, tendo que parar na beira da estrada.

Por fim, o barco-táxi para a Praia Brava sai da Praia do Meio, sendo uma viagem rápida de 5 minutos. O valor é de R$10,00 por pessoa por percurso.

Cachoeira da Pedra que Engole


Pedra que Engole:

Para os que gostam de fazer coisas diferentes, está aqui uma atração turística que não deixa a desejar. Mas o que é a pedra que engole?

É uma pedra sobreposta à outra naturalmente, com um curso de rio que passa por cima e represa por baixo, e um espaço entre as pedras. Você entra lá dentro entre esse espaço que existe entre as pedras, por uma entrada escondida pelo curso da água que cai.

Dentro das pedras você encontra uma gruta pequena e baixa, onde é possível ficar sentado e respirar sem problemas, pois a água fica rasa. Para sair, existe outro buraco na pedra, bastando passar por ele.

Abaixo a foto da entrada e da saída da pedra:

previous arrownext arrow
Slider


Eu tenho medo de água, então ver as pessoas entrando e saindo daquela pedra quase me matou do coração. Entretanto, todo mundo que vai adora. Tem até fila
pra entrar.


Cachoeira:

Bom, o ponto do rio em que tem a pedra que engole já faz parte da cachoeira, é claro. Porém, este não é um bom ponto para quem apenas quer dar um mergulho. Isto porque, lá fica muito lotado por causa da pedra.

Existem outros pontos no meio da trilha que são super calmos para um mergulho. Nós encontramos esse cantinho e aproveitamos muito:

previous arrownext arrow
Slider


Acesso a Cachoeira/Pedra:

O rio começa logo ali no final da vila de Trindade, motivo pelo qual você não precisa ir muito longe nem pegar trilha se quiser apenas dar um mergulho por lá.

Porém, para chegar no ponto da cachoeira em que há a Pedra que Engole, é necessário fazer uma trilha que tem início bem no fim da Praia do Meio (não é a mesma entrada que a trilha para a Praia do Cachadaço). A trilha é um pouco estreita e tem duração de, mais ou menos, 15 minutos.


Precauções:

Quando for à cachoeira, fique atento para trombas d’água, que é quando chove na nascente do rio láaa em cima e a água desce com tudo, aumentando o nível do rio e deixando uma forte correnteza.

Assim, é sempre bom ficar atento a mudanças na correnteza e no nível da água, pois trombas d’água são comuns.


Agora que você já completou sua lista de “o que fazer em Trindade”, não deixe de ler nosso post com todas as dicas gerais para você planejar sua viagem para Trindade, clicando aqui 🙂